Buscar

O DIU Mirena pode ser usado em quem nunca engravidou?

Atualizado: 22 de fev. de 2019



O DIU Mirena é um dispositivo intrauterino que libera um hormônio, o levonorgestrel, indicado para contracepção, para o tratamento da perda sanguínea abundante durante o período menstrual, e também para mulheres com endometriose.

Ele deve ser colocado e removido pelo ginecologista, em consultório, após um exame ginecológico. Este procedimento pode causar algum desconforto e, por isso, o médico pode optar por aplicar uma anestesia local no colo do útero. Após a inserção, a mulher não percebe qualquer desconforto pela presença do DIU no útero. O DIU também não pode ser percebido na relações sexuais.

O melhor momento para inserir o Mirena é no início do período menstrual, de preferência nos primeiros 7 dias, quando a aplicação é facilitada. É possível que o dispositivo provoque alguma cólica ou desconforto durante primeiras semanas de utilização, devendo o médico ser consultado em caso de dor intensa ou persistente. O Mirena pode ser usado durante 5 anos consecutivos. Mirena é um dispositivo que não interfere com a fertilidade e, por isso, depois de retirado existe a mesma chance de engravidar.


Além disso, o Diu não altera a fertilidade, nem aumenta o risco de infecção uterinas. Pelo contrário, assim como outros métodos contraceptivos hormonais, ele diminui a ascenção das bactérias da vagina para o útero, tendo assim, efeito protetor.

Assim como outras pílulas anticoncepcionais, o Mirena pode levar a alteração do peso por retenção hídrica, porém esta alteração tende a ser discreta e não foi comprovada por pesquisas científicas.


(Fonte: DANIELA ANGERAME YELA, VARIAÇÃO ARIAÇÃO DE PESO EM USUÁRIAS

USUÁRIAS DE SISTEMA SISTEMA INTRA-UTERINO UTERINO LIBERADOR LIBERADOR DE

LEVONORGESTREL LEVONORGESTREL, DIU T-COBRE E ACETATO DE MEDROXIPROGESTERONA XIPROGESTERONA NO BRASIL, Rev Assoc Med Bras 2006; 52(1): 32-6)]


30 visualizações