Buscar

Qual é o DIU ideal?

Existem basicamente dois tipos de DIUs: o de cobre, e o hormonal (Mirena). A principal diferença é que um libera hormônio e o outro não. Ambos são seguros e podem ser usados por mulheres de qualquer idade. . No DIU de cobre, o metal atua alterando as características do endométrio (tecido que reveste o útero) e criando um ambiente hostil à sobrevivência do espermatozóide dentro do útero. Assim, eleimpede sua chegada até o óvulo. Por não conter hormônios é uma boa opção para pessoas que apresentam risco de trombose ou câncer de mama, mas pode aumentar um pouco o fluxo menstrual. Ele é encontrado em dois formatos: em T - que dura até 10 anos - e em forma de ferradura - que tem duração de 5 anos. . Já o DIU Mirena, atua liberando um progestágeno no útero, que também tem a função de modificar as características do endométrio, atrapalhando o encontro do espermatozóide com o óvulo para impedir a gravidez. Este hormônio é muito semelhante ao que já produzimos naturalmente no ciclo menstrual. A quantidade de hormônio absorvida pelo organismo é muito baixa, bem inferior a qualquer outro anticoncepcional hormonal, portanto, os efeitos colaterais também são mínimos. Um dos efeitos terapêuticos do DIU Mirena é a diminuição ou até mesmo a suspensão da menstruação, para mulheres que desejam ou precisam deste efeito. . E entenda isto: nenhum DIU é abortivo! . Dra Nathalie Raibolt Ginecologista, especialista em Patologia Cervical e Vulvar CRM-RJ - 5288532-0

www.facebook.com/dranathalieraibolt

11 visualizações