Buscar

Quando o assunto é sexo, não existe normal e anormal!

"Eu prefiro gozar com o sexo oral, isso é normal?" . "Eu quero ter relação todos os dias, isso é normal?" . "Só consigo gozar se me masturbar junto, isso é normal? . Esquece o normal!!!

Diferente de quase todas as áreas da medicina, em sexualidade não podemos traçar uma curva de normalidade e investigar somente os extremos que não se encaixam!

Para aproveitar plenamente o sexo, é preciso abrir a cabeça, se desprender dos padrões e entender que a sua sexualidade é única! Não tente se comparar. O que sua amiga gosta, você pode não gostar. A sua frequência ideal não é igual a das suas amigas. Estas escolhas dependem de um aprendizado ao longo da sua vida que é muito variável.

A pergunta que se faz é: isso te dá prazer e satisfação? Sua parceria tem prazer e satisfação?

Se sim, voilá!

Caso existam diferenças, sejam por motivo de conflito conjugal ou pessoal, procure ajuda de uma terapeuta ou ginecologista. . Dra Nathalie Raibolt Ginecologista, especialista em Patologia Cervical e Vulvar CRM 5288532-0 www.facebook.com/dranathalieraibolt

2 visualizações